ESPIÕES QUE VIVERAM
7 ANOS SUBORDINADOS
AOS MILITARES PODEM
CONTAR SUA HISTÓRIA

 

* Marco Nerosky

 

Por um lado, há grupos que até defendem uma intervenção militar no Governo Federal, clamando por uma ação rápida e enérgica em meio a tantas denúncias de corrupção, cansados da sofrida e previsível morosidade da justiça e da resolução democrática de nossas mazelas. Por outro lado, existem muitos grupos de opinião diametralmente oposta àquelas, (...). Pra esse segundo grupo, militar não deveria nem se aproximar de política, muito menos se candidatar em eleições democráticas, já que as ideias dos militares são meio suspeitas, seus métodos são misteriosos, suas atitudes nebulosas, e suas intenções um tanto quanto imprevisíveis, segundo sua visão (...) Nesse contexto, seria muito útil se tivéssemos uma espécie de “espião”, que fosse muito atento, curioso e observador, mas ao mesmo tempo pequeno, discreto, aparentemente inofensivo e que pudesse viver com esses militares sem que eles se incomodassem. Ah, se esse pequeno e discreto ser pudesse conviver disfarçado com eles por vários anos, observando suas conversas, fingindo ser um deles, explorando seus pensamentos, ouvindo suas reais ideias e pudesse, ainda assim, voltar ileso e consciente, com tudo impresso em sua memória pra nos contar exatamente o que passa pela cabeça deles! Seria muito bom mesmo! Se esse “espião” existisse, sua opinião teria que ser ouvida pela sociedade, já que essa experiência seria extremamente embasada e muito rica em informações e detalhes, que poderiam nos mostrar de uma vez por todas como esses tais militares realmente são! Pois esse “espião” existe. Na verdade, a cada ano, cerca de 3.000 novos “espiões” concluem sua missão e voltam pra sociedade civil para dar seus testemunhos. Mas esse grupo de “espiões” que chegam a viver até 7 anos de suas vidas subordinados ao Exército Brasileiro, pouco foi ouvido para opinar sobre os militares. Trata-se do grupo de ex-alunos dos Colégios Militares do Brasil. O atual Sistema Colégio Militar do Brasil é formado por 13 Colégios Militares (CM), que oferecem ensinos fundamental e médio. (...) Ué, mas tem gente que concorre pra se submeter aos militares? Sim, e tem muita gente! Todo ano, concorrem, em média, 22 mil candidatos! Isso contabilizando apenas os CM vinculados ao Exército. Atualmente, já existem Colégios Militares vinculados à Polícia Militar e ao Corpo de Bombeiros também. Seriam eles loucos? E pro aluno, vale a pena estudar em um CM? E as práticas didático-pedagógicas nos CM, elas obedecem à Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional? Claro que sim, mas também estão subordinadas às normas e prescrições do Exército. Então, lá os alunos tem que usar farda, marchar, prestar continência, entrar em forma, passar por testes físicos? Sim, tudo isso e mais um pouco: tem que cuidar bem da farda, não é possível usar celulares na sala de aula, cobra-se que os sapatos estejam engraxados diariamente, que a fivela do cinto esteja sempre brilhante, que o cabelo esteja com o corte adequado (no caso dos homens) ou com penteado padronizado (no caso das mulheres). (...)  Não é à toa que a procura é tão grande e a concorrência para entrar cada vez maior. O ensino é de altíssima qualidade, o resultado nas avaliações anuais é acima da média e a maioria dos formandos ingressa em universidades públicas após a conclusão do ensino médio. (...) Eu fui um desses espiões. E te garanto que foi uma das melhores decisões e experiências da minha vida. Fui da turma que se formou em 1993 no Colégio Militar de Brasília. Era tão rigoroso mesmo quanto todo mundo imagina? Eu diria que não. Fazíamos nossas bagunças, como toda criança e adolescente faz. Talvez a maior diferença fosse a certeza da punição, sentimento infelizmente raro no Brasil da atualidade. Poderíamos até fazer algo errado, mas, ao começar, já sabíamos que estávamos errados, porque as regras são bem claras. E já sabíamos que, se fôssemos pegos no erro, haveria uma punição. Aprendemos com isso a assumir responsabilidade por nossas ações. A carga horária era um pouco maior do que a dos demais colégios. O portão de entrada era fechado às 6:40 e as aulas se estendiam até 12:50 (...) Os professores mantinham dedicação exclusiva ao CMB e eram realmente referências em suas áreas de atuação. Até hoje, eu e vários outros ex-alunos do Colégio Militar de Brasília mantemos a convivência (...) Nesse grupo, é possível encontrar engenheiros, advogados, arquitetos, administradores, dentistas, médicos, contadores, militares, professores, empresários, economistas, dentre várias outras profissões. Temos dois sentimentos comuns que nos unem: a amizade formada no CMB e o amor incondicional pelo Brasil. Sabemos da importância da nossa contribuição pra sociedade de uma forma menos teórica e temos realizado esse trabalho por meio do CMB Solidário, uma iniciativa dos ex-alunos do CMB, que realiza ações de assistência financeira e social, educação e prestação de serviços gratuitamente à sociedade (...) Já ajudamos várias instituições e pretendemos crescer e ajudar ainda mais, assim que mais ex-alunos forem tomando conhecimento e fazendo parte dessa iniciativa. Mas e os militares, afinal, como são? Em primeiro lugar, são pessoas comuns, como eu e você. Mas são mais patriotas que o cidadão médio, têm mais sentimento de orgulho e pertinência pelo Brasil. Valorizam muito a Amazônia, o Pantanal, nossa cultura, nossa raiz histórica e os símbolos nacionais, mas não como uma obrigação infundada imposta pelo regimento. Eles respeitam mesmo a hierarquia, o hino, a bandeira, as armas e a República porque os consideram símbolos dos valores que defendem e do sentido de vida que escolheram. São servidores com salários pré-definidos, cujas expectativas de ascensão social se restringem às promoções funcionais naturais da carreira. Eles verdadeiramente gostam do Brasil, gostam de ser brasileiros e gostam dos brasileiros (...) Eu diria que os militares têm uma preocupação quase paternal com os destinos do Brasil. Parecem realmente se sentir pais responsáveis de um filho adolescente, imaturo, desorientado e inconsequente. Querem saber que rumo está tomando, com quem está andando, quais valores lhe estão sendo transmitidos e se, no final, vão ficar bem quando eles não estiverem mais presentes. Findo essa reflexão te convidando para um desafio: desconfie de mim e de tudo que eu acabei de te contar. Ter um olhar crítico foi umas das diversas virtudes que aprendemos no CM. É fundamental questionar, duvidar, ouvir mais de uma opinião. Por isso, te convido a conhecer um desses “espiões”, um ex-aluno de CM. Quando encontrar um ex-aluno, pergunte sua opinião sobre o período em que estudou no CM. Indague sobre o ensino, sobre a disciplina, sobre a vida militar, sobre sua preparação para o vestibular. Questione se a disciplina, a existência de regras mais rígidas que o usual, a presença de mais normas e procedimentos foram prejudiciais ou benéficas em sua vida. Pergunte especificamente sobre os militares: se eram pessoas boas, bem intencionadas, trabalhadores preocupados com o Brasil ou se eram seres malvados, autoritários, mal intencionados e cruéis com as crianças e adolescentes. Você não tem ideia do quanto esses “espiões” tem pra te contar sobre os militares. Espero que, depois dessa conversa, sua visão sobre os militares seja a mais fidedigna possível e você possa, assim como os 3.000 formandos anuais dos CM, ser grato pelo trabalho incansável que eles realizam e pelo amor sincero que eles possuem pela nossa cultura e pelo nosso país.        
(*) Marco Nerosky, ex-aluno da turma de 1993 do Colégio Militar de Brasília (CMB). Atualmente é médico cardiologista, voluntário do CMB Solidário e escreve nas horas vagas.  
O Tuducax Cel Eng QEM Fernando Velloso tem imenso orgulho de ter sido professor concursado de Matemática do terceiro ano do segundo grau da Turma do CMB a que percence o Autor.
Para publicação na coluna foram extraídos trechos assinalados (...)   Leia a íntegra !

 

 

08 – Dia do Magistério do Exército

13 – Dia de Assistência Religiosa do EB

21 – Dia da Tomada de Monte Castelo

 

PARABÉNS!

Fevereiro

10 - Aurora (Armando - MB)
12 - Monclaro - Com
13 - Botelho - Com
14 - Bertolino - MB
14 - Dantas - Cav
14 - Dulce (Santos - Art)
14 - Neto - Inf
14 - Oliveira - Com
15 - Rêmulo - Int
16 - Assis Brasil - Com
16 - Regazzi – MB

 

 

 

Site Atualizado 15/02/2018

 

Esta página é atualizada semanalmente. Se não está encontrando nela informação específica que motivou sua visita, pode ser  que seu computador não esteja exibindo a versão mais atualizada.

Aperte, então, a tecla F5 (alto de seu teclado),

e obterá as informações mais recentes.

 

 

ESTA PÁGINA É EDITADA PELO PRESIDENTE DO CONSELHO DIRETOR DA ATUDUCAX

 

Solicitamos que assuntos do interesse da Turma AMAN62 sejam enviadas para o endereço acima.

 

 

 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player


 

 

Veja mais

 

 

 Posse no Tribunal de Justiça


No   dia    6     de      fevereiro      a      Desembargadora

Ana Maria Amarante Brito, esposa do nosso estimado companheiro Cel  Inf/63  Raimundo Brâncio Amarante Brito, foi eleita para exercer a 2ª Vice-Presidência  do TJDFT no biênio 2018/2020.  Sua posse está prevista para o final do mês de abril.  A Atuducax, sentindo-se também lisonjeada, deseja todo o sucesso aos amigos, na oportunidade desta nova alta investidura.

 

Clique para ampliar

 

 

Primeira Turma Feminina
Combatente na AMAN

 

 

No dia 17 de fevereiro de 2018 – cumprido o primeiro ano de formação profissional na Escola Preparatória de Campinas – a AMAN, Academia Militar da Agulhas Negras, recebe, em significativa e tradicional solenidade,  novos cadetes. Fato da maior relevância, a Turma que ingressa em 2018, pela vez primeira, conta em suas fileiras com entusiasmadas moças que se ombreiam com os rapazes de sempre, trazendo no peito a mesma vibração por se tornarem Cadetes do Exército do glorioso Duque de Caxias. Dentre elas, a jovem FABIANA MUZZI LEITE, filha de Ana Paula Muzzi Leite e do General Carlos André Alcântara Leite, atual Comandante da Brigada de Juiz de Fora. Não bastasse filiação tão ilustre, cumpre assinalar que os avós maternos e paternos pertencem à nossa Turma Duque de Caxias: nosso “cadete Padrão”, Cel Inf Carlos Leite Pereira Ibiapina, e Isabel; nosso General Mário Luiz Monteiro Muzzi e Ieda. Parabéns à jovem Cadete, aos pais e, muito particularmente, aos avós, nossos queridíssimos amigos !

 

 


ANUIDADE 2018: deposite R$ 130,00



Sem reajuste desde o ano de 2008, a anuidade da Atuducax, por deliberação da AGO de 02 de novembro de 2017, teve seu valor reajustado de R$ 100,00 para R$ 130,00, a vigorar a partir de 2018. Assim, os sócios fundadores e os contribuintes devem depositar, preferencialmente até 28 de fevereiro próximo, na conta corrente da Atuducax (identifique dados na coluna da direita) a quantia de R$ 130,00, referente à anuidade 2018.

Essa contribuição é imprescindível à manutenção deste site.


 

 

 

 

LOCAL:


Balneário Camboriú – SC

 

 

 

PERÍODO:


07 a 12 de novembro

 

 

 

O PROGRAMA INCLUI:

 

    05 diárias no Hotel Mercure (4 estrelas)

    • Traslado Aeroporto Navegantes/Hotel

(ida e volta    –   distância 30 Km)

  • Jantar de Abertura com Show Acústico
  • Passeio Barco PrÍncipe Joinville (com almoço)
  • Passeio Parque Unipraias
  • Almoço em restaurante Praia de Laranjeiras
  • Jantar em restaurante da cidade
  • Assembleia Geral Ordinária ATUDUCAX
  • Jantar de Encerramento com Banda Show

 

PREÇO


casal  –  R$ 4.486,00
single –  R$ 3.227,00

triplo   – R$ 5.913,00
criança até 8 anos com dois adultos não paga
(limite: 3 pessoas por apartamento)


Cancela sem multa até 30 dias do início do evento.

 

 

 

FORMA DE PAGAMENTO


Entrada+parcelas (até 7);última até 10 de novembro

 

Sugestão:
Casal       –  R$ 1.045,80 + 7 X R$ 491,46
Solteiro   – R$     818,10 + 7 X R$ 344,12
Triplo      –  R$  1.323,90 + 7 X R$ 655,58

 

 

 

 

INSCRIÇÕES

 


As adesões devem ser feitas  junto à empresa

view travel

 

 

 

 

 

www.viewtravel.com.br


Telefone: (41) 3232-7990


Av. Manoel Ribas, 7415-02


Santa Felicidade – Curitiba/PR

 

 

 

 juliana@viewtravel.com.br

 (41) 99946-2529 

adriana@viewtravel.com.br

(41) 99971-6021

 

AÉREO


A VIEW TRAVEL oferece acordos exclusivos para o Evento. Tarifas especiais de todo Brasil com destino a Navegantes.

 

 


CONSULTE O SEU AÉREO E RECEBA NOSSAS VANTAGENS.

Telefone: (41) 3232-7990

 

 

 

 

 

 

Com profundo pesar, a ATUDUCAX cumpre dever de comunicar o falecimento, ocorrido no Rio de Janeiro/RJ, no dia 15 de fevereiro, do nosso companheiro Cel MB QEM BERNARDO GORFIN.
À esposa Aleuda, aos demais parentes e a seus inúmeros amigos, apresentamos nossas mais sentidas condolências. Que Deus o acolha em sua misericórdia !

 

Aqueles que passam por nós
não vão sós, não nos deixam sós.
Deixam um pouco de si,
levam um pouco de nós. ”

Antoine de Saint- Exupéry

 

 

 

FHE E ATUDUCAX RATIFICAM
TERMO DE COMPROMISSO

 

A Fundação Habitacional do Exército e a Associação da Turma Duque de Caxias, representadas, na ocasião, respectivamente, pelo Gen Div PAULO KOMATSU e pelo CeL Eng QEM FERNANDO VELLOSO, confirmaram compromisso entre as partes, em vigor desde o ano de  2015, assinando revalidação de Termo em que se ratificaram as condições sob as quais a FHE/POUPEX repassará recurso financeiro de R$ 10.000,00 em  2018,  em função de contrapartidas a serem realizadas durante o ano pela ATUDUCAX.

 


 

 

Confirmados !

 

Clique para ampliar!

Casal Daniel  Reis & Rizelda,  sempre presente aos Encontros Tuducax,  desta vez se inscreveu acompanhado da querida filha Danielle

 

 

Inscrições


Em preto - pré-inscrição


Em verde - adesão confirmada

 

 

1 –  Velloso e Ivonete
2 –  Paulo Lobo e Armê
3 –  Benevides e Lisolete
4 –  Linelson e Lígia
5 –  Calazans e Lia
6 –  Lacerda e Dulce
7 –  Ricardo e Cybelle
8 –  Penha Alves e Magali
9  –  Cláudio e Karla
10 – Cláudia e Márcia
11 – Wadner e Marcela
12 –De Cunto e Suzana

13 –Sandra e Annita
14 –Reis, Rizelda e Danielle

15 –Jacaono e Eni
16 –Danilo,Liene,Daniel,Ma.Eduarda
17 - Rocha e Ângela
18 - Marília e Yara
19 - Genuino e Nilce
20 - Stelio Cruz e Gladys
21 - Moraes e Tânia
22 - Tomaz e Themis
23 - José Celso e Tânia

24 - Sarmento e Nelva
25 – Amadeu Mesquita e Regina
26 – Gilson Fernandes, Alice e Sofia

27 – Paixão e Solange
28 – Mota Mendes e Neuza

29 – Terra e Cristina
30 – Dantas e Ana Cecy
31 – Geraldo e Graça
32 – Hiram e Cláudia

33 – Padilha e Selene

34 – Gobbo e Lina
35 – Edilson e Lenira

36 – Saunders e Fátima
37 – Muzzi e Ieda
38 – Telles e Dulce

39 – Claúdio Lobo e Sônia
40 – Amaury Cardoso
41 – Décio Maurer e Cheila

 

DIA A DIA DO ENCONTRO

 

 

- 07/11 -  transfer  do aeroporto para o hotel em Balneário Camboriú; acomodação
- Jantar de Abertura

 

 

-08/11- transporte às 08:00 horas para Joinville, embarque no navio Príncipe Joinville e passeio até a baia de Babitonga, passando por suas 13 ilhas, com almoço durante a navegação e visita ao porto e ao Centro Histórico da ilha de São Francisco; retorno ao hotel  previsto para as 1700 horas        
- noite livre  

 


- 09/11- transporte pela manhã até a Barra Sul, subida pela manhã no teleférico, passeio no parque Unipraias, descida até a praia de Laranjeiras, onde será servido o almoço em um dos restaurantes especializados em frutos do mar, retorno pelo teleférico e transporte para o hotel 
- noite livre  

 


-10/11 -  grande luau, com nossa animada turma, em dependência do hotel
- jantar em restaurante da cidade 

 

 

- 11/11- dia livre

 


- Assembleia Geral Ordinária; eleição do local do Encontro 2019
- Jantar de Despedida em salão reservado no hotel

 

 

- 12/11 - transfer para o Aeroporto de Navegantes (check-out no hotel até as 12h00)

 

 

......................................................

 

 

ANUIDADES

 

(informe-se a respeito, clicando aqui)

 

Dados da ATUDUCAX (para depósitos): 

Banco  do  Brasil,  Agência: 1003-0;

Conta Corrente: 45.072-3.

 

Ao realizar o depósito não deixe de acrescentar o valor correspondente ao seu dígito identificador.  Certifique-se
a respeito dele consultando aqui.

 

 

A ATUDUCAX AGRADECE, DESDE JÁ, SUA VALIOSA PARTICIPAÇÃO.

 

 - CLIQUE AQUI E VEJA OS QUE ESTÃO QUITES COM A ANUIDADE DE 2018.

 

 - CLIQUE  AQUI   E  CONSULTE  NO  ITEM  04  INFORMAÇÕES REFERENTES A ANUIDADES DE OUTROS ANOS.

 

 

.................................................................

 

 

 

 

 

Publicamos no site, mês a mês, o movimento financeiro, que pode ser acompanhado a partir de janeiro de 2015 (primeiro sob a responsabilidade da Diretoria empossada naquela ocasião).

 

 

 

 

Clique aqui e confira os demonstrativos pormenorizados .